Pesquisar neste blogue

segunda-feira, janeiro 31, 2011

Aus-te-ri-da-de

Não posso deixar de publicar aqui esta fantástica explicação de como as políticas de austeridade estão a ser vistas por uma nova classe de economistas.
Uma classe que continua a acreditar no estado-social (ao invés dos velhos que continuam a ganhar nobéis e outros prémios) mas que o vê de forma concreta e não como uma palavra que conquista votos; uma classe que começa finalmente a pensar de forma integrada nas consequências das acções de políticas fiscais, financeiras e monetárias; uma classe que realmente se começa a preocupar com modelos económicos onde a Equidade está presente e onde o balanço social é levado em conta.

São 5 minutos ao estilo das apresentações da RSA Animations, mas que vale a pena ouvir, vale.


Sempre se consegue perceber como é que toda esta trapalhada surgiu e porque é que a palavra austeridade tem de ser interpretada à luz do bom senso e não do senso comum.

quinta-feira, janeiro 27, 2011

66 anos

27 de Janeiro de 1945 - Data em que o exército vermelho libertou Auschwitz-Birkenau - O maior campo de extermínio nazi, onde foram mortas cerca de milhão e meio de pessoas.












Como por vezes costumo cá escrever....há coisas que não se podem deixar esquecer!

terça-feira, janeiro 25, 2011

where no endings end

Isto volta e meia uma pessoa depara-se com músicos de outra estirpe - os que nos fazem sonhar!
Os que nos fazem vaguear com o simples toque das cordas e o embalo da voz.

Esta senhora é uma grande contadora de estórias e tem aquela capacidade de me fazer abstrair de tudo e simplesmente "go with the flow"!



"To the world of dreams and back"

segunda-feira, janeiro 24, 2011

Votações

No rescaldo da votação de ontem, só tenho realmente a referir que é uma vergonha, 53% da população elegível para votar, ter optado pela não ida às urnas.

sexta-feira, janeiro 21, 2011

UkurralleSM

Há já um tempo que aqui a malta do tasco andava para falar destes senhores:

UkurralleSM

Definem-se como um grupo musical de Agro-Metal  e podem ter toda a informação aqui: http://ukurralle.blogspot.com/- aconselho vivamente a leitura da Biografia!

Refrões como:
"vou-te meter essa rata num pinheiro"

ou,

"Eu amo-te bué, não importa teres essa tromba
eu amo-te bué, o que importa é teres cona"

ou ainda,

"Juca, o pastor não havia nada a fazer
juca, o pastor não parava de foder"

demonstram da capacidade escanchática da banda.
E sim, tem português vernáculo, mas que eu saiba isso não é impeditivo de boa música, até porque se as pessoas aceitam asneiredo em inglês não sejam hipócritas de o escarnecer em português!!

Ouçam o novo êxito - O piquenique - está logo no primeiro post do blog que coloquei acima!

Para todos os efeitos não deixa de ser refrescante ouvir algo assim!!

terça-feira, janeiro 18, 2011

Yolléééé!!!

Ora vamos lá todos Yollar!! Pelo menos aqui a malta gosta, recomenda e avisa....não é para meninos!!! É dar no duro :)

O remo é realmente um desporto de equipa. Por muitos "messis" ou "ronaldos" que possam existir, se não remarem todos a tempo e para o mesmo lado, a Equipa não vai a lado nenhum.
Não há lugar para individualismos, nem para  destaques pessoais...ali não há o melhor remador, há sim a melhor embarcação!

É sem dúvida a actividade responsável por 90% da nossa sanidade mental (que já por si é muito reduzida, eu sei) e não, não tem nada a ver com os arraiais de cerveja que se seguem..até porque em tempos fomos pessoas para isso, mas hoje em dia não!! Hoje em dia já não nos metemos nesses carnavais!!
Deixo aqui o testemunho para posteridade:
(ó prá gente tão formosa!!!!! Que tripulação de luxo :D)

segunda-feira, janeiro 17, 2011

Há algo no ar

Não sei se todos se apercebem disto mas existe algo que está a "acordar" na nossa sociedade, como um sentimento pré-revolutivo, que antecede uma daquelas supostas transformações sociais em que tudo berra e onde pomos cá para fora as nossas frustrações, decepções, enganos e projectamos alto e bom som “As coisas têm de mudar!!! Estamos farto de disto!”

É um sentimento perigoso porque está latente há muito tempo. Porque está adormecido….. mas não  extinto….. e como a nossa geração (dos 70, mas do Séc. XX) tem realmente apanhado por tabela é só uma questão de tempo. Estamos agora a ter de pagar bem caro os erros dos outros e sim, podem-me dizer que a vida é assim, mas nenhuma geração teve tanto e com tantas condições como a que nos precedeu com o dogma do “Estado-Social” .

A mudança económica que a crise de 2007 originou foi o total falhanço das políticas sociais em conjunção com teorias de liberalização de mercado desreguladas. Não sou nem contra, nem a favor de estados de esquerda ou de direita, sou a favor do bom senso e do que é melhor para as pessoas….como dizia um grande senador romano:
“Não sou um homem do povo, é um facto, mas sou um homem para o povo”! E é disto que precisamos…nada de falsos moralismos e acima de tudo capacidade para decidir e bem.

Faz falta uma classe dirigente no nosso país. Pessoas que mandem, mas que o saibam fazer, pessoas que o dirijam, mas que o saibam fazer! Este sentimento de "estou farto" é algo parecido com um animal que parece adormecido, mas que quando acorda , faz muito muito mal. Vejamos o caso da Tunísia (óbvio que não se podem comparar países com regimes diferentes mas é paradigmático de como as situações podem mudar em poucas horas e em como vem ao de cima toda a insatisfação de classes sociais "pisadas" e "mal-tratadas" ao longo de 50 anos. A ver vamos o que acontece, mas que os sinais andam aí, andam!

terça-feira, janeiro 11, 2011

Curtas de animação

O poder das curtas!

Realmente admiro a capacidade de em poucos minutos dizer, representar ou passar mensagem muita coisa!
Conseguir em 4 minutos (como é este o caso que aqui apresento) passar informação e contar histórias é algo de fantástico.

Óbvio que as curtas apelam a um dos mais fantásticos instrumentos que o ser humano tem para interpretar, associar e avaliar - A Projecção (conforme o novo acordo ortográfico - a Projeção) - e que usam esta técnica para chegar ao maior número possível de espectadores. Mas apesar disso, julgo que é muito difícil separar as nossas próprias experiências ou expectativas quando analisamos um filme de poucos minutos, que tem de passar sentimentos e mensagens de forma totalmente diferente duma película de 1h ou 1h30m.

Estes senhores da Aniboom, fazem-no melhor que muitooos e dos imensos exemplos que têm  publicados, escolhi este:



por mais nenhuma razão do que simplesmente ter gostado do que vi :)

domingo, janeiro 09, 2011

Jecas

Vamos a lá a dar um cunho didático aqui à tasca, porque isto de beber é tudo muito bonito mas também é importante saber um pouco daquilo que se consome.

Existem 3 grandes "famílias" de cerveja:

ALE - Cerveja de fermentação alta

Elaborada a partir de leveduras de fermentação alta que produzem um conjunto de compostos chamados ésteres que conferem à cerveja um aroma frutado. Estas cervejas fermentam a temperaturas elevadas, entre os 16 e 24 ºC.

LAGER - Cerveja de fermentação baixa

As leveduras de fermentação baixa, fermentam entre 8 e 15 ºC e produzem quantidades muito pequenas de ésteres, pelo que estas cervejas possuem um aroma de lúpulo bastante "limpo" sem aromas frutados. Estas cervejas são denominadas de "Lager", palavra que deriva do alemão lagern que significa armazenar, pois necessitam de um periodo de armazenamento longo, 2 a 4 semanas, a baixa temperatura (0 - 5 ºC) para maturarem.

LAMBIC - Cerveja de fermentação espontanea

Cervejas que fermentam espontaneamente pela acção dos microorganismos existentes na atmosfera. Na fermentcação des tipo de cervejas interveem varios microorganismos tais como bacterias lácticas, Pediococcus, Brettanomyces, etc.
Apresentam aromas complexos e uma elevada acidez, pelo que muitas vezes são misturadas com frutos e adoçadas. Este tipo de cervej é tradicionalmente elaborada na Bélgica na região de Bruxelas

Dentro de cada uma existem depois as diversas designações como Pilsner, Bock, Bitter etc...mas isso fica para uma próxima veia didática, para já vou mesmo atacar o frigorífico e as minis!! eheheh

terça-feira, janeiro 04, 2011

Awsome!!!!

Tudo tem um prelúdio e só merece começar 2011 com o melhor deles todos:






Este senhor (Jacques Bono) está para além do que é imaginável...enfim....da parte que me toca acho isto genial. Estava a pensar colocar mais uma representação de Yo Yo Ma, mas esta versão do "Prelude" dá-lhe uma jovialidade, uma cor e intensidade modernas que servem para demonstrar como Bach é um compositor, autor e músico intemporal!

Epá...speachless...se quiserem comparar com a versão clássica, vejam aqui!!!
Importa referir que, para mim, o Prelúdio da Suite nº1 de J.S.Bach (Cello Suite 1 Prelude BWV 1007) para violoncelo é provavelmente uma da melhores músicas alguma vez feitas pelo homem e que raia a perfeição!


Bom ano de 2011...com o melhor prelude de todos :)))
Pesquisa personalizada