Pesquisar neste blogue

terça-feira, abril 26, 2011

Campeonatos Nacionais de Yolle

30 de Abril e 1 de Maio a partir das 13h30.

Pss é! Aqui os tasqueiros vão andar a chapinhar no próximo fim de semana...quem quiser apareça!!!
E não se esqueçam, existem 2 tipos de homem...."os que fazem remo sem luvas...e os outros!!! ehh"

terça-feira, abril 19, 2011

Viva o Licor Beirão!

Não sei de quem foi a ideia, mas estou fã!! Mesmo fã!!
Quer do conceito, quer do timming, quer do aproveitamento da mesma.

Pegar nas declarações fantásticas do Futre, relembrem aqui, e associá-las à nova campanha do Licor Beirão é fenomenal. É duma perspicácia tremenda, é duma capacidade de reacção acima da média e é duma actualidade que demonstra, a meu ver, muito olho para o negócio!

Todos sabemos que num mundo sempre a girar em alta rotação, as modas e tendências passam em questão de semanas e conseguir actuar "em cima da hora" requer muita atenção e acho que desta vez o Licor Beirão atingiu o jackpot!!

A campanha, que arranca para a semana, terá outdoors, mupis, televisão e internet. E ainda um Porsche 924 amarelo (igual ao famoso carro do jogador, quando estava no Atlético de Madrid), que andará pelas ruas com um Futre de cartão. No fim, o carro irá a concurso. O vencedor será quem apresentar a melhor "ideia à Futre" para salvar Portugal.

sexta-feira, abril 15, 2011

Produtividade

Segundo um estudo da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico para 26 dos seus 34 membros Portugal é o país europeu da OCDE que mais horas trabalha,

Apesar deste estudo concluir que é na Europa Ocidental que menos horas se trabalha (sendo fora do Velho Continente que estão os patamares laborais horários mais elevados), Portugal foge à regra, já que as horas totais de trabalho diário (remunerado e não remunerado) ascendem a 8,79.

A trabalharem mais só estão os mexicanos (9,9 horas por dia) e os japoneses (9 horas diárias). No fim do "ranking" está a Bélgica, com 7,1 horas. A média total da OCDE é de 8 horas por dia.

Apesar de Portugal ser o país da Europa onde mais horas se trabalha por dia, esse resultado não se reflecte em termos de produtividade, já que este é um aspecto que o País tem de melhorar.

Em matéria de horas não remuneradas, Portugal também ocupa o lugar cimeiro da lista (em termos europeus) elaborada pela Organização, com 3,8 horas por dia. Acima, está o México com 4,2 horas diárias, a Turquia com 4,1 horas e a Austrália com 4,05 horas. A Coreia do Sul é onde se encontram menos horas diárias não remuneradas (2,2 horas).

Entre as funções não remuneradas conta-se o tempo passado a cozinhar (os americanos despendem menos tempo por dia com esta tarefa – 30 minutos – e os turcos são os que gastam mais tempo na cozinha: 74 minutos), bem como a fazer compras, a limpar a casa e a prestar cuidados.

O relatório da OCDE pretendeu igualmente estimar qual o valor, em percentagem do PIB, do trabalho não remunerado – isto para os 25 países da OCDE para os quais este dado estava disponível. E concluiu que o valor do trabalho não remunerado é considerável, sendo equivalente a cerca de um terço do PIB nos países membros da Organização, desde um mínimo de 19% na Coreia do Sul a um máximo de 53% em Portugal.

Quanto a horas remuneradas, Portugal ocupa a sétima posição, com 4,91 horas, sendo suplantado pelo Japão (6,27 horas), Coreia (5,80), México (5,69), China (5,66), Canadá (5,33) e Áustria (5,10).

Este estudo da OCDE incidiu sobre 26 dos seus 34 países membros e também a China, Índia e África do Sul. Os oito membros da OCDE que não estão incluídos no estudo são o Chile, República Checa, Eslováquia, Grécia, Islândia, Israel, Suíça e Luxemburgo.

segunda-feira, abril 11, 2011

Halls

 Existem produtos que realmente são alvo de cravanço...Cigarros, pastilhas elásticas, moedas de 1 cêntimo, filmes, lenços de papel, etc....mas o que realmente está no topo são os Halls!!

É impressionante como mal sai um pacote de halls da mala, há sempre alguém prontinho para te cravar um...mesmo que tu ofereças só por simpatia ou regra de boa educação, há sempre alguém que não deixa passar em claro a oportunidade de cravar um halls!!! Até parece que o som se propaga com tal força e intensidade que ninguém no mundo fica indiferente a isso (se fizerem um anúncio com isto, quero a minha parte dos direitos de autor, sff).

quinta-feira, abril 07, 2011

Viagens épicas

Realmente a publicidade é algo que me continua a fascinar.
Se por um lado os anúncios simples me fascinam pela capacidade de síntese e comunicação de informação em tão pouco espaço de tempo, por outro alguma complexidade (quando não exagerada) faz maravilhas.



Este é sem dúvida um exemplo espantoso da arte de vender sensações...o produto por acaso é um carro, mas podia ser uma mota, cervejas, etc....eheheh
Pesquisa personalizada